17 janeiro 2012

Edmundo entrevista cavalo Phillip sobre Príncipe Caspian

1. Sobre aquela parte pela qual você esperava em Príncipe Caspian?

É, não saiu como eu planejei. Eu estava realmente ansioso com a possibilidade. Eu passei muitas horas praticando o meu sotaque espanhol, mas fiquei de fora. Eu fiquei deprimido por muito tempo, mas estou muito melhor agora. É realmente desanimador ser despachado, mais que qualquer outra coisa. Transportando-me de Nova Zelândia para Praga teria colocado muita pressão na equipe de produção e, aparentemente, eles tinham um ótimo treinador de cavalos espanhol ali mesmo, na Europa. (Suspiro) Mas está tudo ok. Eu realmente trabalho duro aqui com comerciais e anúncios impressos. Eu me mantenho ocupado.

2. Supondo que você tenha visto o filme, o que achou? Se você não viu, por que não?

Eu consegui ver uma boa parte do filme até que o gerente do cinema me viu e me chutou pra fora. É minha culpa se não existem mais drive-ins*? De qualquer forma, as partes que eu consegui ver eram muito emocionantes. Eu estou particularmente impressionado com alguns truques de equitação de William Moseley naquela cena em que atacavam o castelo. Como ele correu ao lado do seu cavalo e saltou pra montar? Depois de assistir isso, eu me inspirei pra treinar um pouco alguns desses truques com os treinadores aqui do rancho. Desnecessário é dizer que eu não fui tão bem. Mas os médicos dizem que eu vou ser capaz de voltar a andar dentro de alguns meses depois de iniciar uma terapia... então está tudo bem!

3. O que você achou do Ripchip?

Eu tenho uma mistura de sentimentos em relação ao Ripchip. Quer dizer, ele foi um bom ator, com certeza. E não se pode negar que ele tem um sólido grupos de fãs ratos em todo mundo. Mas acho que ele e seus fãs tem ido um pouco longe demais. Antes do filme sair, os ratos faziam o que supostamente deveriam fazer - correr quando vêm você, se esconder, fugir... Bem, agora quando vou me deitar no meu estábulo eles nem sequer se movem, Eles continuam sentados jogando cartas e comendo porcarias! É uma loucura, eu tenho que parar e pedir pra eles liberarem meu espaço para que eu possa ter meu sono da beleza. Eu tentei ao máximo ser diplomático, mas quanto de insolência um cavalo pode aguentar? Oh, eles dizem que uma revolução está próxima. Os ratos acordaram. Sabe-se lá o que isso queira dizer. 

4. E os grifos? Foi maravilhoso montar um grifo. Aposto que você desejou ter asas!

Asas? Não. Isso é tão 1.200 a.C., ultrapassado.

5. Nós ouvimos falar que há muitos filmes sendo feitos na Nova Zelândia. Você teve algum contato com eles?

Como eu disse, eu me mantenho ocupado. Existem alguns projetos que eu pedi pra fazer, mas não posso falar nada sobre isso no momento. (Coisas contratuais.) Eu diria que no meu tempo livre eu tenho entrado no ensino. Acho importante para elevar e aumentar um talento treinar adequadamente com as câmeras. Eu tenho uma turma de quinze potros que estão apenas começando. Tenho uma grande esperança neles. Estamos esperando por um filme de faroeste, mas parece improvável aqui na Nova Zelândia. Cascos cruzados.

6. Você vai participar do filme "A viagem do Peregrino da Alvorada"?

Bem, não seria fantástico? Como já disse em outras entrevistas, sou um nadador fabuloso. Eu ouvi falar que o Peregrino da Alvorada tem lugar em um bote, mas talvez eles terão tão poucos cavalos-marinhos que eu nem precise fazer uma audição, certo? Eu não vejo problema em usar próteses e maquiagens se for necessário, e eu posso me dobrar de diferentes maneiras.

7. Você conhece algum cavalo-marinho bom para fazer o filme? 

Nós, cavalos, não estamos autorizados a falar oficialmente com cavalos-marinhos, mas eu particularmente não tenho nada contra eles. Mas eu acho importante dizer que, pelo que ouvi falar, eles são temperamentais, chegam atrasados e têm suas próprias "agendas". Não quero falar mal deles, mas eles não tem a experiência que nós, de quatro patas, temos. Quer dizer, qual foi a última vez que você viu um cavalo-marinho em um filme? Mr. Limpet**?

8. Ainda gosta de cenouras? Só estou perguntando porque eu espero visitar você um dia para dividirmos uma ótima refeição.

Bolo de cenoura, sopa de cenoura, suco de cenoura... Nos encontraremos quando e onde você quiser. Eu espero que você traga a sua sela porque nós temos muitos novos truques pra treinar!


*Drive-in: Cinema ao ar livre. As pessoas iam de carro e assistiam o filme sentadas neles. A tela ficava à frente de um grande estacionamento, digamos assim.
**Mr. Limpet: Referência ao filme "O incrível Mr. Limpet", filme infantil de 1964.

______________________________________________

Essa entrevista foi publicada originalmente no site oficial do Skandar em 11/05/2008. Para ler a entrevista em inglês clique aqui. A primeira entrevista com o cavalo Phillip você pode ler traduzida aqui

Nenhum comentário: